Financiar um imóvel é uma ótima alternativa para facilitar o pagamento, mas quem não tem rendimentos altos costuma se perguntar: como financiar um apartamento ganhando pouco? Essa é uma preocupação importante, principalmente porque é preciso pagar o valor de entrada e garantir que as parcelas não fiquem muito altas, pois as instituições financeiras não aprovam o pedido caso a prestação ultrapasse 30% da renda.

Além disso, em caso de imprevistos e dificuldades no orçamento, pode ser difícil manter os pagamentos em dia. Porém, mesmo que pareça complicado, com um bom planejamento, é possível garantir o financiamento e sair de vez do aluguel. Quer saber como fazer isso? Então, confira as dicas que separamos!

Reduza as despesas mensais

Avalie quais são os seus gastos mensais e procure formas de reduzi-los. Uma dica para isso é ter atenção ao consumo de água e energia elétrica, adotando algumas práticas para evitar o desperdício. Observe também os custos com mercado, serviços de telefonia e opções de lazer. 

Reduzir o pacote de televisão ou o plano de celular, por exemplo, pode garantir uma boa economia sem afetar o dia a dia. É bem comum escolher opções mais completas (e caras) porque oferecem um bom custo-benefício, mas se todos os serviços não forem usados, o melhor é adequar o contrato e optar por uma alternativa mais em conta. 

Tenha uma reserva financeira 

Com a redução de despesas, você conseguirá guardar mais dinheiro todos os meses. Então, aproveite para criar uma poupança que pode ser usada para quitar a entrada e garantir mais tranquilidade após o financiamento, servindo como uma reserva de emergência. 

O ideal é ter uma conta exclusiva para isso, que não se misture com a utilizada para os pagamentos do dia a dia. Defina um valor que será depositado nessa conta todos os meses, criando metas de economia. Assim, será mais fácil juntar todo o montante necessário. 

Faça o seu dinheiro render

Que tal aproveitar a reserva financeira e ter uma renda extra a fim de ajudar a economizar o valor necessário para o financiamento? A poupança traz rendimentos, mas como eles não são muitos altos, é possível encontrar opções mais vantajosas.

Algumas alternativas de investimento são: Tesouro Direto, Certificado de Depósito Bancário (CDB), Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA). Essas são modalidades consideradas seguras e que oferecem rendimentos superiores aos da poupança. 

Participe do Minha Casa Minha Vida

Uma ótima dica para quem tem dúvidas sobre como financiar um apartamento ganhando pouco é participar do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). Destinado à aquisição de imóveis novos e na planta, ele oferece condições facilitadas de pagamento e taxas reduzidas. Além disso, dependendo da faixa de renda, é possível conseguir subsídios do governo para ajudar no pagamento. Funciona assim:

  • faixa 1: renda de até R$1.800, subsídio de até 90% do valor. É preciso se inscrever na prefeitura da cidade e participar de um sorteio;

  • faixa 1,5: renda de até R$2.600, subsídio de até R$47,5 mil;

  • faixa 2: renda de até R$4 mil, subsídio de até R$29 mil;

  • faixa 3: renda de até R$7 mil (na Caixa) ou R$9 mil (no Banco do Brasil), não há subsídio, mas as taxas de juros ainda são reduzidas.

As regras para a aplicação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), que pode ser usado nos financiamentos contratados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH), também valem nessa modalidade. Portanto, verifique se você cumpre os requisitos para usar a verba e facilitar o pagamento. 

Viu só? Seguindo as nossas dicas sobre como financiar um apartamento ganhando pouco e avaliando com calma as opções, como o MCMV, com certeza você conseguirá se organizar para adquirir o imóvel dos seus sonhos.

Se você curtiu o conteúdo e quer acompanhar outras dicas sobre o assunto, assine nossa newsletter e receba atualizações por e-mail!

Sonho da casa própria 2019Powered by Rock Convert