Organize-se para a compra do seu primeiro imóvel!

Uma das etapas mais importantes da vida merece carinho, atenção e, acima de tudo, planejamento.

Os grandes capítulos de nossas vidas são marcos que serão lembrados para sempre, e a intensidade que esses momentos carregam transforma desde a nossa forma de pensar até os nossos próximos passos. Uma característica em comum que essas experiências dividem é justamente o conjunto de escolhas que fazemos no período que antecede cada uma delas. 

No caso da compra do primeiro apartamento, por exemplo, é necessário realizar todo um planejamento e efetuar pesquisas como “comparar taxas de financiamento imobiliário” para que cada etapa do processo aconteça com perfeição e livre de dores de cabeça. É sobre esses meses que antecedem a realização de um sonho que vamos falar hoje. Confira!

Decisões importantes são feitas com tranquilidade

Salvo algumas situações, a compra do primeiro imóvel nunca é feita às pressas. Primeiro, é preciso entender o motivo dessa realização que pode variar entre finalmente sair da casa dos pais em busca do próprio espaço até a oportunidade de sair do aluguel. 

Depois, é hora definir os parâmetros da sua pesquisa – a localização, as características do condomínio e os detalhes do próprio imóvel são alguns dos ingredientes que precisam ser avaliados, por exemplo.

O momento de fechar negócio também exige calma

Uma vez definidos esses passos, é possível afirmar que você chegou à metade do seu processo de compra. A partir de agora, o foco deve ser a forma de pagamento desse investimento. 

O jeito simples e nem sempre à disposição da maior parte dos brasileiros é o pagamento à vista que dá ao comprador um grande poder de barganha ao negociar o imóvel. Uma outra forma muito mais popular é por meio de um financiamento imobiliário. 

Levando em consideração o peculiar ano de 2020 para a economia mundial, não é nenhum exagero dizer que a opção pela segurança de um financiamento ao invés da compra à vista é uma escolha mais razoável para o momento. Assim, é possível contar com uma reserva financeira para eventuais emergências. 

Um passo concreto em direção ao seu sonho

Depois de tantas visitas, conversas com corretores e mais pesquisas, você finalmente encontrou a casa ou o apartamento que estava procurando. Definido o valor com o atual proprietário, é hora de ir atrás de uma instituição financeira para conseguir o seu crédito imobiliário. 

Aprovada a quantia pelo banco, é necessário pagar o valor da entrada. Na média, esse número corresponde a 30% do valor total do imóvel. Ou seja, se o apartamento que você está financiando custa R$ 500 mil, a entrada será de R$ 150 mil, por exemplo.

Economizando para dar uma entrada maior

A verdade é que antes mesmo de pensar em em como pagar, é necessário planejar e se programar para o valor da entrada. Isso se deve ao fato de que quanto maior for o valor pago inicialmente, menores os juros e mais baratas as parcelas do seu financiamento. 

Para isso, faça um raio-x da sua vida financeira e descubra onde é possível diminuir os gastos. Gastos com automóvel, passeios para bares, restaurantes e shoppings, compras por impulso e viagens são alguns dos principais vilões do seu orçamento familiar. 

Defina quanto é possível economizar mensalmente, faça uma projeção e descubra quanto tempo será necessário para alcançar o valor da parcela inicial do seu financiamento. 

Lembre-se que toda conquista é movida por grandes desafios. No final, a satisfação em realizar um sonho é muito maior do que a experiência de passar alguns meses com o cinto mais apertado. Boa sorte nessa jornada e até a próxima!