Para muitas pessoas, o financiamento imobiliário é uma das melhores alternativas para, finalmente, sair do aluguel. Ele facilita a aquisição da tão sonhada casa própria com condições de pagamento que podem se estender por muitos anos, aliviando o peso de uma compra à vista.

Entretanto, é preciso ter muito cuidado para não perder o financiamento imobiliário e, consequentemente, a própria casa. Às vezes, alguma dificuldade financeira pode fazer com que certas parcelas fiquem em atraso e, dependendo do contexto, resultar na execução de medidas judiciais nada agradáveis.

Por isso, pensando em ajudar, separamos 5 dicas para você evitar esse tipo de situação. Confira!

1. Tenha uma reserva de emergência

O financiamento imobiliário é ideal para quem não consegue dispor de todo o valor na hora de adquirir um imóvel. Contudo, é muito importante que, ao negociar uma condição financiada, você crie o hábito de economizar certas quantias e criar um fundo de emergência. Afinal de contas, dificuldades podem surgir e é sempre bom poder contar com uma poupança para cobrir eventuais parcelas que não podem atrasar.

A criação desse fundo financeiro, também, pode ser feita antes mesmo de se adquirir o imóvel. De modo que, o dinheiro pode ser utilizado no abatimento de uma boa parte do valor com o pagamento de entrada.

2. Corte despesas

Os contratos de financiamento costumam ser mais rígidos com relação a atrasos e endividamentos, não sendo raras as vezes em que resultam no cancelamento da negociação e na perda do imóvel. Por isso, caso encontre alguma dificuldade financeira para pagar as parcelas do seu apartamento, um bom caminho é sempre a compensação com o corte de despesas não essenciais.

3. Negocie com o banco

Por mais que os financiamentos costumem ser rígidos e exigentes, sempre cabe uma negociação no primeiro momento. Caso você preveja algum tipo de dificuldade e precise renegociar determinadas parcelas em atraso, antes de se desesperar é bom procurar a entidade financeira que cuida do seu contrato. Muitas vezes, é possível encontrar um meio-termo, como a diluição dos valores em aberto nas parcelas seguintes, acrescidos das taxas de juros.

4. Conheça o seu contrato

Uma parte fundamental na hora de fechar um financiamento imobiliário é conhecer bem o seu contrato, buscando entender quais são os direitos e as obrigações de cada uma das partes. Dessa forma, na hora de buscar uma renegociação, ou mesmo um ajuste contratual, você saberá exatamente quais são os limites de ambas as partes envolvidas no processo.

5. Tenha um bom planejamento

Por fim, a melhor dica para evitar o atraso de pagamento das parcelas do seu financiamento imobiliário, além de quaisquer outras dificuldades financeiras, é se planejar corretamente. Nesse caso específico, antes de comprar o seu imóvel, lembre-se de colocar no papel todas as despesas envolvidas, desde os impostos, como escritura e ITBI, até mesmo, os gastos com a mudança para a nova casa.

Um bom planejamento ajuda a prever a situação financeira no futuro mais próximo, auxiliando na tomada de decisões e evitando complicações desgastantes e desnecessárias, como a perda do imóvel por descuidos com o financiamento imobiliário.

Gostou das nossas dicas? Então, não deixe de conferir também nosso artigo sobre o planejamento financeiro ideal para você comprar sua casa em 2019!

Sonho da casa própria 2019Powered by Rock Convert