Quando se pensa em adquirir crédito para realizar algum plano, como comprar um imóvel, é comum pensar em soluções como financiamento ou empréstimo. Ambas permitem o pagamento parcelado à instituição financeira, porém, cada uma conta com regras específicas que devem ser analisadas com atenção. 

Esse é um assunto que gera diversas dúvidas, por isso é necessário compreender o funcionamento das duas modalidades para conseguir escolher a opção mais adequada. 

Pensando nisso, preparamos este post para abordar como essas alternativas de crédito funcionam e quais as diferenças entre elas. Confira!

Como funciona o financiamento?

O financiamento é uma modalidade de crédito contratada com uma finalidade específica, por exemplo, a compra de um apartamento. Exatamente por isso, existem diversas exigências que devem ser observadas para a contratação. 

As instituições requerem o pagamento de uma entrada, normalmente equivalente a pelo menos 10% do preço do bem, no mínimo. Porém, dependendo da renda comprovada essa parcela pode ser maior, tendo em vista que as prestações são limitadas a 30% do rendimento comprovado. 

Aqui, uma dica é procurar empreendimentos que contem com opções facilitadas para o pagamento da entrada, como o parcelamento direto com a construtora. Além disso, existem outras características importantes que devem ser avaliadas no financiamento, veja só!

Garantia

No financiamento, o próprio bem serve de garantia para o contrato, por isso é comum que a instituição faça uma vistoria antes de aceitar o contrato. Ele só passa a ser realmente do comprador a partir da quitação da dívida. 

Desse modo, o banco pode retomar o imóvel diante da inadimplência do comprador, após notificá-lo a respeito das parcelas em atraso e conceder um prazo de, pelo menos, 15 dias para que o devedor regularize a situação.

Portanto, diante de qualquer dificuldade financeira após o financiamento, é essencial entrar em contato com a instituição para negociar a dívida e evitar a perda do imóvel. 

Taxa de juros

Como o contrato é garantido com o próprio bem financiado, as instituições conseguem oferecer juros mais atrativos nessa modalidade.

Também existem linhas de crédito específicas com condições ainda mais vantajosas, como o Minha Casa Minha Vida, que oferece taxas menores e, dependendo da faixa de renda, ainda é possível conseguir subsídio do governo para ajudar na aquisição.  

Prazo de pagamento

O financiamento habitacional conta com prazos extensos de pagamento: as principais linhas de crédito trabalham com até 360 parcelas (30 anos) ou 420 parcelas (35 anos). Como consequência, fica mais fácil encontrar prestações que se encaixem no orçamento. 

Como funciona o empréstimo?

No empréstimo você faz a solicitação, mas não precisa vincular o valor recebido a um investimento, como acontece no financiamento. Por isso, a burocracia também é menor: normalmente, a instituição faz apenas uma análise de crédito detalhada para verificar qual valor pode ser liberado e formular uma proposta.

Ele também não exige o pagamento de uma entrada, o que facilita o planejamento financeiro antes de solicitá-lo. Entretanto, dependendo da finalidade do crédito e do valor necessário, essa modalidade não é viável. A seguir, explicamos as principais características do empréstimo. 

Garantia e taxa de juros

Em geral, não há nada oferecido como garantia no contrato, ou seja, o contrato é a única segurança do banco em relação ao empréstimo. Então, isso reflete na taxa de juros, que costuma ser maior. No entanto, existem opções de crédito que aceitam garantias, o que gera propostas com taxas menores.

Diante da inadimplência, o banco ingressa com as medidas de cobrança cabíveis, extrajudiciais e judiciais. Assim, se o débito não for regularizado a dívida aumenta, o nome do devedor torna-se inseguro nos cadastros de inadimplentes e, em caso de ação judicial, poderão ser penhorados bens e valores em conta para quitar a dívida.

Prazo de pagamento

O prazo de pagamento varia de acordo com o perfil de crédito e a instituição financeira, mas é bem inferior ao financiamento. A média costuma ser de até 48 meses, mas existem linhas que permitem um parcelamento maior, como no crédito consignado, que desconta o valor da prestação diretamente do contracheque do benefício do INSS pago ao contratante. 

Como escolher entre financiamento ou empréstimo?

Um dos principais fatores para escolher entre as duas modalidades é a finalidade do crédito. Para problemas pontuais ou pequenos investimentos, o empréstimo costuma ser o ideal, devido à facilidade para conseguir a liberação dos valores.

No entanto, para a compra de bens determinados — no caso do imóvel, por exemplo — o financiamento costuma ser uma opção mais vantajosa. A taxa de juros é menor e o número de parcelas permitidas é superior, fator fundamental para que você consiga o valor necessário para a compra. 

Porém, caso tenha dúvidas, faça simulações de crédito em diferentes instituições financeiras e compare as propostas, principalmente em relação às parcelas pagas e o custo efetivo total (CET). Fazendo isso, ficará mais fácil identificar a alternativa mais vantajosa para o seu caso. 

Quem tem empréstimo consegue financiar imóvel?

O empréstimo não é impedimento para a concessão do financiamento, mas isso dependerá da análise de crédito feita pela instituição financeira, tendo em vista que ela verifica o seu comprometimento de renda antes de aprovar o contrato.

O critério costuma ser o comprometimento de 30% da renda, mas a existência de um empréstimo que já consome esse valor pode fazer com que o pedido seja negado. Portanto, é necessário fazer um bom planejamento financeiro antes de solicitar o financiamento.

Muitas vezes, é preciso quitar o empréstimo ou, ao menos, parte do saldo devedor para reduzir o valor devido e liberar a sua renda para o novo crédito. Mas não precisa se preocupar, caso não consiga o financiamento com o empréstimo pendente, aproveite a oportunidade para organizar o orçamento e tente novamente após resolver essa pendência.

Pronto! Agora você já conhece as características e o que avaliar ao escolher entre financiamento ou empréstimo. Porém, se você deseja adquirir um imóvel, vale a pena buscar empresas especializadas, como a ViaSul Engenharia, que conta com corretores capacitados para auxiliar na busca pela melhor modalidade de crédito.

Então, gostou do conteúdo? Se você está em busca do imóvel ideal, entre em contato conosco e descubra como podemos ajudar na realização desse sonho!

Sonho da casa própria 2019Powered by Rock Convert