Como está a sua segurança em casa? Os ambientes estão bem protegidos? Existem brechas que podem causar acidentes? Você conhece todos os pontos de segurança que deve seguir e levar em consideração para usufruir de tranquilidade no seu lar?

Se respondeu “não” para alguma das perguntas, não se preocupe. Por mais que nos preocupamos em manter a nossa família e a nós mesmos seguros dentro de casa, às vezes podemos deixar escapar algum detalhe.

Para que isso não aconteça mais, separamos neste artigo 4 dicas que vão ajudar. Confira!

1. Coloque telas nas janelas

Principalmente para quem mora em apartamento, instalar telas nas janelas é fundamental para manter a segurança dos moradores — e dos pets, caso façam parte da família. Acidentes domésticos acontecem com bastante frequência e, para evitá-los, a prevenção é o maior aliado.

Para instalar um produto de qualidade, é imprescindível optar por redes de proteção que sejam mais resistentes ao estiramento. O aconselhável é que elas tenham aberturas pequenas para não obstruir a passagem de ar para dentro do cômodo e que ofereçam certa resistência a materiais cortantes ou abrasivos.

2. Instale grades de proteção para apartamentos com escadas

Quem tem bebê ou criança pequena em casa sabe o perigo que uma escada sem proteção oferece. Por esse motivo, investir em uma grade que impeça o pequeno de ter acesso aos degraus é indispensável. No mercado, existem vários modelos diferentes, fabricados em diversos materiais. Com essa diversidade, fica fácil escolher o melhor para o seu apartamento.

Essa escolha precisa envolver diversos fatores, como a rotina da família, a altura da criança e as características da escada — como a largura. Outro ponto de atenção é notar se próximo a escada existam itens que podem auxiliar o pequeno na tentativa de pular a grade, já que isso pode causar acidentes e lesões.

3. Entenda quais são os pontos frágeis da casa

Mesmo que more em um condomínio, faça uma análise de todos os pontos de entrada da sua residência, entre eles portão, garagem, corredores, janelas e qualquer outro meio de passagem. Confira se tudo está em ordem, se todos os cadeados e fechaduras funcionam bem e se há alguma possibilidade, mesmo que remota, de haver alguma invasão.

Outra dica é checar se há algum ponto cego, local onde uma pessoa possa se esconder com facilidade. Caso a resposta seja positiva, arrume uma solução para ocupar esse espaço para que não haja a possibilidade de que esse seja um facilitador. No mais, mantenha tudo bem trancado sempre.

4. Coloque câmeras de segurança em locais específicos

Para ter mais proteção em casa, uma boa ideia é instalar câmeras de segurança em diversos locais, como na fachada, na entrada e no quintal. Com o auxílio desse sistema, será possível checar barulhos ou movimentações estranhas quando estiver dentro do imóvel.

Outra forma de aumentar ainda mais a segurança é instalá-las em alguns cômodos, como salas de estar e no quarto das crianças. Assim, será possível observar a residência em tempo real — por meio de softwares em nuvem que necessitam de login e senha — mesmo que não esteja nela.

Manter a segurança em casa, independentemente do tipo de imóvel escolhido, não é tão complicado quanto parece e, com pequenas atitudes, é possível ficar bem protegido. Ao ler todas as dicas contidas neste post, é imprescindível que você as coloque em prática para usufruir seu lar com muito mais comodidade e segurança.

Gostou do conteúdo que leu? Então aproveite para compartilhar esse post em suas redes sociais. Ajude seus familiares e amigos a terem acesso a essas dicas tão importantes!